Escolarização dos alunos estrangeiros

Desde há um século que a imigração desempenha um papel fundamental no desenvolvimento económico do Luxemburgo. Atualmente, a população do Luxemburgo é composta por uma percentagem extremamente elevada de estrangeiros: em 1 de janeiro de 2016, 46,7% da população não tinha a nacionalidade luxemburguesa.

As línguas oficiais do país são o luxemburguês, o francês e o alemão devido aos intercâmbios importantes com os países vizinhos e à situação geográfica do país na encruzilhada de dois grandes espaços linguísticos, a língua alemã e a língua francesa. A língua de comunicação dos luxemburgueses é o luxemburguês. A língua principal de comunicação entre os luxemburgueses e os concidadãos de língua estrangeira é o francês.

O ensino das línguas ocupa um lugar central no sistema de ensino luxemburguês.

A escolaridade é obrigatória no Luxemburgo dos 4 anos até aos 16. Tem um mínimo de duração de 12 anos, repartida entre a escola fundamental e o ensino pós-primário. Qualquer criança em idade escolar obrigatória deve estar matriculada na escola, independentemente do estatuto dos pais. Nenhuma criança pode ser recusada, qualquer que seja a raça, o sexo, a língua ou a religião.

A grande maioria dos jovens e crianças é escolarizada na escola pública. Há um certo número de escolas privadas que oferecem ou o mesmo tipo de ensino da escola pública, ou outras variantes linguísticas ou pedagógicas.

  • Mis à jour le 02-09-2016